Cárie dental é considerada a 2º doença mais comum no mundo

Cárie dental é considerada a 2º doença mais comum no mundo

Um estudo feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS) revela que a cárie dental é a segunda doença mais comum em todo o mundo, perdendo apenas para o resfriado.

Os levantamentos mostram que atualmente entre 60 a 90% das crianças sofrem com cárie dental.

No caso dos adultos, o problema é ainda mais grave, com a doença chegando a afetar quase 100% do público em todo o mundo. Segundo o estudo da OMS, mundialmente, 30% das pessoas entre os 65 e os 74 anos já não possuem sequer dentes naturais.

Entre os fatores de risco mais associados às cáries dentárias e doenças orais estão como uma dieta pouco saudável, o tabagismo, o abuso do álcool e uma má higiene oral. Pouca gente sabe, mas a cárie dentária é uma doença infecto-contagiosa. Ela é causada pela bactéria  Streptococcus Mutans, que adere aos dentes e se “alimenta” das partículas que sobraram da última refeição.

A cárie inicial muitas vezes não tem sintomas, se manifestando apenas como uma mancha branca, que corresponde ao início da desmineralização do esmalte. Porém, esta mancha pode evoluir, causando os primeiros sintomas, como dor ao comer doces, ao consumir alimentos gelados e ao mastigar.

Quando não tratada, ela avança e pode causar sintomas mais graves, como dor com estímulos quentes e até mesmo pontadas espontâneas podendo evoluir até a perda dental.

 

COMO PODEMOS EVITAR A CÁRIE DENTÁRIA?

A melhor forma para evitar a cárie dentária é a prevenção, com uma dieta balanceada (restringir o consumo de açúcar e amido), higiene bucal satisfatória (escovar os dentes e passar o fio dental no mínimo três vezes ao dia, ou após cada refeição, especialmente depois da última refeição do dia, pois quando dormirmos produzimos uma quantidade menor de saliva) e fazer uso de produtos que contenham flúor. Mas também é recomendado consultar um cirurgião dentista a cada 6 meses.