Conheça as doenças bucais mais comuns em idosos

Conheça as doenças bucais mais comuns em idosos

Com o passar dos anos, o nosso corpo já não funciona da mesma maneira. Por isso, é comum que as pessoas a partir dos 60 anos precisem recorrer com mais frequência aos médicos, buscando tratamentos que os façam ter uma melhor qualidade de vida e maior longevidade. Hábitos saudáveis, como uma boa alimentação e prática de atividades físicas ajudam a manter o corpo mais saudável, mas, o que pouca gente que caminha para a terceira idade sabe é que essa é a fase da vida mais propícia também para o desenvolvimento de doenças bucais.

Os idosos estão mais suscetíveis a doenças bem conhecidas, como a cárie e o tártaro, mas também são as principais vítimas de doenças bucais pouco conhecidas, como a periodontite e a xerostomia, que podem se agravar e causar lesões mais sérias e levar à perda dos dentes.

Se você está entrando na melhor idade e deseja saber quais doenças bucais mais acometem os idosos, confira esse artigo que a Sorria Bem preparou para você.

5 doenças bucais comuns em idosos

doenças bucais em idosos

1- Cáries

Com o avanço da idade, algumas alterações na estrutura bucal, bem como o enfraquecimento da raiz dos dentes e o aumento da sensibilidade, acabam dificultando a higienização e facilitando o aparecimento de doenças bucais. A cárie de raiz, por exemplo, se dá devido à retração da gengiva, comum na terceira idade. Esse processo faz com que a raiz dos dentes fiquem expostas e deixa os idosos suscetíveis a essa e outras doenças bucais. A cárie, além de destruir o dente, pode causar hipersensibilidade e dificuldades na mastigação. Essa é a doença crônica mais comum entre pessoas acima dos 60 anos, de acordo com o Instituto de Pesquisa Dental e Craniofacial dos EUA.

Para o tratamento, é fundamental a escovação regular, o uso de fio dental e acompanhamento do dentista.

2- Xerostomia

Essa doença, também conhecida como boca seca, é causada pela diminuição da quantidade de saliva produzida e é muito comum em quem toma medicamentos como antidepressivos e de tratamento para hipertensão. Ela pode desencadear diversas outras doenças bucais, como halitose, gengivite, infecção bucal por cândida e irritação na língua e em outras cavidades bucais.

Para que a xerostomia seja tratada, é fundamental se dedicar à higiene oral, ingerir bastante água e, em casos mais graves, utilizar uma saliva artificial, em spray ou em gotas.

3- Perda dos dentes

A principal causa da perda dos dentes nos idosos é a gengivite. Essa doença que causa irritação, inchaço e vermelhidão na gengiva e, nos casos mais graves, compromete a sustentação dos dentes e leva a perdas. Também a xerostomia é uma grande causa da perda dentária, já que acelera o aparecimento de diversas outras doenças e compromete não somente os dentes do idoso, mas toda a sua saúde, uma vez que, devido ao desconforto, ele prefere ingerir apenas alimentos macios e líquidos, deixando de lado uma série de nutrientes indispensáveis para a manutenção da saúde na terceira idade.

Para prevenir a perda dos dentes, é necessário que, ao menor sinal de desconforto, o idoso busque orientação de um dentista especializado, para que o melhor tratamento seja recomendado a fim de evitar a perda dos dentes e, caso não seja possível prevenir, possa ser providenciada uma prótese adequada e confortável.

4- Periodontite

A periodontite é uma fase agravada da gengivite, em que a inflamação da gengiva se estendeu para os tecidos de suporte dos dentes. Além de apresentar os mesmos sintomas da gengivite, como desconforto e sangramento, o principal sinal da periodontite é o rompimento das fibras que fazem a união da gengiva com o osso de suporte e o dente. Com isso, há a formação de um espaço entre a gengiva e o dente, fazendo com que não haja estrutura suficiente para mantê-lo no lugar. Quando não tratada no início, esse espaço ficará ainda maior, ocasionando a perda da estrutura óssea e, consequentemente, a queda do dente. O tratamento da periodontite é feito por meio de sessões de raspagem, de acordo com a prescrição do dentista.

5- Lesões da mucosa bucal

O risco de surgirem doenças bucais na terceira idade, ocasionadas por lesões, é muito maior. Podem ser provenientes de uso de próteses mal adaptadas, fumo excessivo, implantes feitos de maneira incorreta e escovação inadequada. Candidíase, leucoplasia, que pode se desenvolver e se tornar cancerígena e câncer bucal são algumas dessas lesões, que podem ser prevenidas por hábitos saudáveis e acompanhamento médico.

Na terceira idade, é ideal se atentar para as doenças bucais que podem aparecer, já que o corpo fica com hipersensibilidade, principalmente quando há o uso de remédios de tratamento para doenças crônicas.
Sendo assim, é fundamental contar com um acompanhamento de um dentista especializado, que possua os conhecimentos necessários para que o paciente permaneça com um sorriso saudável, mesmo na melhor idade.

Se você busca por uma clínica odontológica de qualidade, com boa estrutura e excelentes profissionais, conte com a Sorria Bem! Nossa rede disponibiliza cinco clínicas espalhadas pelo RJ e nossos profissionais são preparados para te atender e auxiliar na prevenção e tratamento de doenças bucais.

Entre em contato e conheça os nossos serviços!

Links úteis:
aparelho dentario;
como clarear os dentes;
clareamento dental;
tratamento de canal.