Erosão dentária infantil: a nova preocupação dos profissionais

Erosão dentária infantil: a nova preocupação dos profissionais

Atualmente, alguns estudos vêm apontando um aumento significativo de casos de erosão dentária, especialmente em crianças. Tal aumento pode ter ocorrido devido a mudanças na alimentação e na ingestão de bebidas ácidas.

A erosão dentária é caracterizada como a perda da estrutura dental, por meio de um processo químico de ataque ácido, em que, não necessariamente, as bactérias estão envolvidas. Esse desgaste pode levar à exposição do tecido abaixo do esmalte, menos resistente, chamado dentina, gerando sensibilidade e incômodo, podendo ocorrer tanto em dentes de leite quanto nos permanentes.

Sabendo da importância do assunto para a saúde da sua criança, a Sorria Bem preparou este artigo para conscientizar sobre a doença que vem preocupando os dentistas. Confira!

Saiba mais sobre a erosão dentária infantil

erosão dentária infantil

As crianças têm maior propensão a ter erosão dentária por estarem, cada vez mais cedo, fazendo uso de bebidas ácidas, como refrigerantes. E, conforme ficam mais velhas, elas costumam consumir bebidas isotônicas e energéticas.

Em relação à faixa etária, não existe uma idade certa para a aparição da erosão, quanto mais os dentes de leite forem duradouros, maior será a erosão. No dia a dia, a doença ocorre vinculada à abrasão e ao atrito.

Abrasão

Os profissionais da área observam um desgaste na região em que o tecido mole junta-se com os dentes, normalmente na cervical das coroas. A preocupação sobre a lesão é a sua profundidade, sendo um tipo de desgaste mecânico.

Acontece devido à escovação excessivamente forte e aos vícios, como por exemplo, roer as unhas e palitar os dentes.

Atrito

É visto o desgaste nos elementos dentários, de forma horizontal, ocorrendo o mesmo desgaste no esmalte e na dentina. As lesões dos dentes antagonistas se encaixam quando o paciente oclui ou mastiga.

Exemplo: bruxismo.

Um dos agravantes da erosão dentária é quando as crianças agitam o líquido na boca, como um gargarejo, e o engolem. Além disso, uma das causas da erosão pode estar relacionada ao refluxo, o que, geralmente, é diagnosticado por um médico.

Outros fatores essenciais a serem citados são os ligados diretamente ao paciente, como por exemplo, a saliva. Dito isso, é necessário uma atenção aos indivíduos com alterações no fluxo salivar ou composição salivar, como crianças com alterações sistêmicas ou/e uso crônico de medicamentos que causam xerostomia.

Tratamento e prevenção

No caso de dentes hipersensíveis, essas áreas são seladas. O defeito sendo maior, são feitas as obturações. Em casos de refluxo, os pacientes são orientados a procurar um gastroenterologista. Suspeitando-se que o paciente possui bulimia ou anorexia, são encaminhados para um psicólogo.

A melhor medida para prevenir a erosão dentária é identificar e eliminar as fontes dos ácidos, diminuindo a exposição dos dentes às substâncias. Procure um profissional para avaliar minuciosamente a dieta, histórico médico e hábitos no cotidiano, para orientá-lo da forma correta.

 

Na Sorria Bem, você conta com profissionais extremamente capacitados, que irão cuidar da saúde dentária do seu filho com toda a eficiência. Somos uma clínica especializada em ortodontia, que possui serviços de odontopediatria, com profissionais preocupados em tornar o tratamento ortodôntico mais agradável para o seu filho. Entre em contato e marque sua consulta!

Links úteis:
tratamento de canal
aparelho dentario
como clarear os dentes
clareamento dental