Meu filho não quer usar aparelho, e agora?

Meu filho não quer usar aparelho, e agora?

A importância de usar aparelho dental vai muito além da estética. Ter os dentes fora do lugar pode trazer diversos problemas para a vida de uma pessoa, como dificuldade na mordida e na mastigação de alimentos, dores de cabeça constantes e, em casos extremos, até perda dos dentes.
Crianças em fase de dentição mista já estão aptas ao uso do aparelho dentário. Esta fase, do início da puberdade, é a melhor para se começar o tratamento ortodôntico, visto que a partir daí ocorre a calcificação dos osso da face e a união óssea está praticamente completa.
No entanto, convencer as crianças e adolescentes sobre a importância de usar aparelho não é nada fácil. Por isso, a Sorria Bem Odonto preparou este artigo, que vai esclarecer suas dúvidas e te ajudar na difícil tarefa de convencer seu pequeno de que usar aparelho não é ruim.

Quando saber se seu filho precisa usar aparelho?

A partir dos 7 anos já é necessário a realização uma avaliação ortodôntica. Alguns problemas como mordida cruzada só podem ser corrigidos antes da troca de todos os dentes, por causa do crescimento ósseo da criança. Quando o problema não é identificado ainda na infância, há o risco de só haver possibilidade de correção a partir de intervenção cirúrgica.
O ideal é, então, levar seu filho à uma clínica odontológica já quando surgirem os primeiros sinais de dentição, para que tenha acompanhamento de um dentista pediátrico que, posteriormente, detectará se há necessidade ou não de colocar aparelho nos dentes.

Usar aparelho é muito dolorido?

A questão da dor é muito relativa, uma vez que a sensibilidade e tolerância à dor varia de uma pessoa para a outra. Mas, alguns processos do tratamento ortodôntico geram incômodos que são relatados pela maioria das pessoas que precisam usar aparelho. Listamos alguns:

1- Colocação das bandas

As bandas são estruturas metálicas que ficam afixadas nos últimos dentes da arcada, a fim de dar sustentação aos arcos, que serão colocados posteriormente. Estas estruturas, por si só, não geram incômodo. O que pode ocasionar dor é a necessidade de separar os dentes, caso sejam muito próximos e impeçam a colocação das bandas. Nesse caso, um separador, que pode ser elástico ou metálico, é usado para a separação.

Não se trata de uma dor forte, que necessite de analgésicos. Mas, se a criança for muito sensível à dor, pequenas doses podem ser administradas.

2- Instalação dos arcos

O aparelho fixo funciona através da força e da tensão que é criada pelo ajuste dos arcos, provocando a movimentação dos dentes. Nos primeiros dias, como a pessoa ainda não está habituada, pode sentir incômodos ao mastigar e dores de cabeça. A dor pode ser um pouco mais forte e, nestes casos, deve-se tomar doses de analgésico (indicados pelo dentista), até que a criança se acostume a usar aparelho.

3- Colagem dos braquetes

O processo da colagem não é tão incômodo. Na verdade, a dor vem do atrito dos braquetes com a parte interna da boca, inclusive bochechas, que pode causar aftas e feridas. Para esse problema, os próprios dentistas oferecem ceras ortodônticas aos pacientes, que servem para proteger as mucosas da boca e devem ser colocadas nas partes mais incômodas e pontudas do aparelho.

Usar aparelho não é um processo doloroso. O que deve ser deixado claro para a criança é que, apesar de existir alguns incômodos – temporários – em usá-lo, eles são infinitamente menores do que os danos causados caso decida não usar, além da recuperação de uma possível cirurgia, que é muito mais dolorosa. O tempo de tratamento varia, mas, pode ser bem curto, principalmente levando em conta os danos irreparáveis causados pela irregularidade na arcada dentária.

Usar aparelho não é tão ruim

O que fazer com o medo de ficar feio?

Existe um tabu muito grande em cima da aparência que se pode ter ao usar aparelho. A verdade é que não há muita mudança durante o tratamento e, depois dele, não há dúvidas de que o sorriso fica muito mais bonito, já que os dentes estarão todos alinhados e regulares. Ainda há a possibilidade do clareamento dental, que torna os dentes, agora corretos, ainda mais brancos e brilhantes.

Ainda assim, é normal que a criança se preocupe com a reação dos colegas e possíveis brincadeiras desagradáveis por ter que usar aparelho. Se seu filho se preocupa com isso, existem modelos de aparelhos dentários bem discretos, como os invisíveis ou da cor dos dentes.

Se preocupar com a estética é muito normal, ainda mais para adolescentes, que estão iniciando suas vidas sociais. No entanto, essa não deve ser a prioridade. Converse com seu filho e deixe claro que usar aparelho dentário trará diversos benefícios para a saúde. Mostre o que pode ser feito ao fim do tratamento para ter um sorriso ainda mais bonito – como clarear os dentes – para que ele se convença de que usar aparelho pode ser um incômodo bem pequeno se comparado às coisas boas de se ter um sorriso bonito e saudável.

Deixe o sorriso e a saúde bucal de seu filho em boas mãos! Conte com os profissionais e com a estrutura da Sorria Bem Odonto para tornar o tratamento ortodôntico mais agradável e menos incômodo para você e toda a sua família. Entre em contato e agende sua consulta.