Mitos e verdades sobre a limpeza dentária feita no consultório

Mitos e verdades sobre a limpeza dentária feita no consultório

Durante a visita ao dentista, ele analisa a boca e dentes do paciente para detecção de possíveis problemas. É a partir desta avaliação que a limpeza de dente pode ser sugerida ao paciente. No entanto, é bastante comum ler e ouvir histórias, opiniões e até mesmo mitos a respeito da limpeza dental: quem pode ou não fazer, quantas vezes ao ano deve ser realizada, se dói ou não, etc. São diversos os questionamentos por trás do processo.

Por isso, resolvemos trazer alguns mitos e verdade sobre o tratamento de limpeza dental para acabar de vez com suas dúvidas. Vamos lá!

1º Somente adultos precisam da limpeza de dente?

MITO! A limpeza dental é indicada para todas as pessoas de todas as idades, conforme necessidade. A recomendação do tratamento está muito mais relacionada à situação e necessidade do que à idade e a quaisquer outras características do paciente. Dessa forma, em crianças, por exemplo, pode ser feita a profilaxia usando escovinha, pasta profilática e aplicação de flúor para manter os dentes livres da placa dental e de cáries.

2º A limpeza de dente sempre dura mais de uma hora.

MITO! É impossível determinar o tempo que qualquer tratamento levará para ser executado. A duração da limpeza e de qualquer outro procedimento odontológico resulta de diversos aspectos e fatores nos quais se apresenta a condição do paciente.

Por isso, algumas limpezas podem ser rápidas e curtas, principalmente se o paciente já faz acompanhamento regular com o dentista. Já outras podem levar mais tempo, casos como primeira limpeza, paciente com uma determinada disfunção ou alteração dentária, etc.

Então, é uma inverdade dizer que a limpeza dental sempre vai levar mais de uma hora para ser realizada.

3º Depois de tirar o aparelho, é preciso fazer limpeza.

VERDADE! Após uso do aparelho ortodôntico, é essencial que se faça a limpeza de dente. É bastante comum entre os pacientes a queixa de que o dente está amarelado e com aspecto “sujo“ quando retiram o aparelho. Isso pode acontecer tanto pela dificuldade de higienização por causa do dispositivo, como também por descuido do paciente.

Neste caso, o dentista indicará a limpeza de dente e, eventualmente, o clareamento como soluções para o problema. Ainda, o profissional precisa fazer a retirada dos restos de resina que ficam nos dentes provenientes do uso do aparelho. Tudo para deixá-los limpos e garantir satisfação ao paciente.

A limpeza dental é um tratamento importante e indispensável para todos. Por isso, faça visitas regulares ao dentista e consulte-o para uma recomendação segura e acertada de acordo com suas necessidades.

Agende já sua avaliação conosco!