Implantes

Implante dentário é um cilindro (pino) de titânio colocado dentro do osso, abaixo da gengiva e que tem a função de fazer o mesmo papel da raiz do dente. Em cima do implante é que o cirurgião dentista coloca o novo dente.

Indicações do implante dentário

O implante dentário é indicado em casos em que o paciente já perdeu o dente ou esse dente não apresenta condições de ser recuperado e precisa ser extraído. É muito comum os pacientes irem ao consultório com dentes esteticamente feios ou estragados querendo extrai-los para fazer implantes dentários.

Um ortodontista é um profissional capaz de corrigir desde problemas simples, como a manutenção de espaços no caso de perda prematura de dentes, até mesmo casos mais complexos como os tratamentos ortodônticos associados à diminuição ou aumento cirúrgico dos maxilares.

O implante dentário apenas é contraindicado em dois casos:

1) Crianças e jovens que não tenham seu ciclo de crescimento ósseo finalizado, pois os implantes após a osseointegração não mudam mais de posição, não acompanhando o crescimento da face, sendo que os dentes e a face irão se movimentar para a frente e o implante ficara para trás. Mesmo assim, já existem atualmente algumas propostas clinicas para essa situação, mas ainda acho que precisam de mais estudos;

2) Também é preciso muita atenção em pacientes que se utilizem de medicamentos da classe dos bifosfonatos, que são fármacos utilizados em doença de Paget, neoplasias malignas e alguns casos de osteoporose. Essa medicação inibe a remodelação óssea, e apesar de não existir um consenso na literatura, tem sido associada a necrose óssea, com uma solução muito difícil, caso ocorra.

Cuidados após o implante dentário

Ícone Bebida Gelada

Alimentação liquida e gelada
nas primeiras 12 horas

Ícone Regularidade

Rotina estabelecida
de higiene bucal
e visitas regulares ao dentista

Ícone Bebidas Quentes

Evitar comidas
quentes ou ácidas

Agende sua avaliação

Somos especialistas em diversos tipos de procedimentos odontológicos
clínicos e estéticos. Marque um horário e converse com um de nossos
profissionais sobre a suas necessidades!

op1

Não sou paciente

Envie suas dúvidas ou agende sua
primeira avaliação

op2

Já sou paciente

Clique aqui para enviar sua mensagem
ou acessar o Portal do Paciente

   Perguntas Frequentes

Qualquer um pode ter implante?

Não. Quem fuma em excesso, tem diabetes e não segue as orientações médicas ou está em tratamento de câncer, hepatite ou osteoporose não pode fazer implante dentário.

O que causa a perda do dente?

Na maioria dos casos, cáries – principalmente em pessoas com menos de 35 anos. Problemas na gengiva causados pela falta de higienização bucal também levam à perda de dentes.

O que fazer antes da cirurgia?

Peça recomendações de um especialista em implantes a amigos ou a seu dentista atual. Você precisará fazer exames (tomografia e panorâmica) e tomar antibiótico e anti-inflamatório.

Vou sentir dor na operação?

Não. O dentista faz tudo com anestesia e, mesmo assim, com muita delicadeza. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas.

Quais o benefícios ao se colocar implantes?

– Recuperar estética e função mastigatória

– Diminuir a sobrecarga em dentes (equilíbrio de forças oclusais) Frear a reabsorção óssea. Quando o dente é perdido, o osso de suporte perde sua finalidade principal e passa a ser reabsorvido pelo organismo. Essa reabsorção torna-se mais acentuada na maioria dos casos pela pressão das próteses removíveis, ou ainda, pela própria idade do paciente. Esse último fator associado aos problemas hormonais (como osteoporose) pode gerar uma perda na qualidade óssea.

– Aumentar a auto estima do paciente e sua saúde emocional.

Quanto tempo dura uma cirurgia?

No caso de um implante unitário o tempo de instalação é de aproximadamente 30 minutos dependendo da habilidade do profissional. Então pode levar de uma a duas horas. Em casos de cirurgias maiores como enxertos e próteses tipo protocolo esse tempo pode ser estendido.

Quais os riscos cirúrgicos?

Antes da cirurgia o profissional deve pedir exames complementares ao paciente para analisar seu estado de saúde geral e condições locais. Não havendo contra indicações o prognóstico é favorável. O paciente é medicado previamente para ter um pós-operatório tranqüilo. A cirurgia é normalmente realizada com anestesia local e pode ser usado um sedativo para amenizar a ansiedade caso julgue-se necessário. Seguindo as recomendações por escrito do profissional, a maioria dos pacientes não relata qualquer incomodo maior.

Vai melhorar a minha capacidade de mastigatória após a colocação de implantes?

Os implantes apresentam resultados funcionais muito superiores aos obtidos por próteses totais (dentaduras) e próteses parciais removíveis (pontes móveis). Os pacientes que usam dentadura há muito tempo e colocam implante sentem uma diferença muito significativa. Geralmente eles relatam que não deveriam ter adiado tanto tempo para trocá-las, devido à grande satisfação em voltar a mastigar e falar com segurança.

Preciso extrair um dente natural para colocar implante?

O dente natural sempre será melhor do que qualquer prótese. Devemos tentar preservá-lo sempre que ele ou somente sua raiz estejam em boas condições de continuar em função. Porém, em certas situações em que dentes naturais estão muito comprometidos por doença periodontal, fraturas, cárie extensa e lesões irreversíveis, a extração dentária estará indicada. Durante o planejamento o cirurgião-dentista deve expor ao paciente os custos e o prognóstico do tratamento.

Quanto tempo dura um implante? Qual sua vida útil?

Pode-se afirmar que em 95% dos casos, se os implantes não foram perdidos nos dois primeiros anos de uso, durarão por grande parte da vida do paciente.

Galeria

Serviços de Clínico Geral

Bloco Canal
Pino Radiografia
Selante Restauração de Resina
Extração